AcessóriosCâmerasDicasGadgetsGamesJogosTecnologiaVídeos

Home office: Melhore suas videochamadas

0

Confira um passo a passo para que sua reputação profissional seja refletida adequadamente em tempos de trabalho remoto

Nas últimas semanas, por conta do distanciamento social, as reuniões corporativas têm sido feitas à distância, assim como treinamentos e entrevistas para emprego e televisão.

Com dez anos de experiência na produção de vídeos para grandes empresas, a Jabuticaba Conteúdo sabe que um conteúdo excelente sobrevive a uma estética ruim, mas uma excelente estética não salva um conteúdo ruim. No entanto, quando conteúdo e estética atuam em parceria, há um produto vencedor.

“Tenho visto muitos especialistas com ótimo conteúdo, mas sem domínio da estética de gravação. Em videochamadas, a falta de cuidado com alguns detalhes pode impactar a reputação dos profissionais no mercado”

diz a jornalista Maria Tereza Gomes, CEO da Jabuticaba Conteúdo. 
Designed by pikisuperstar / Freepik

Um vídeo corporativo em home office deve refletir a mesma imagem profissional que você transmite no presencial, dentro do escritório. Em outras palavras, o fato de um profissional estar na sala de sua casa não significa que poderá sentar-se de qualquer jeito ou que pode improvisar na reunião. “Não precisa colocar terno e gravata, mas é importante vestir-se e comportar-se como se o seu chefe estivesse sentado na sua frente”, complementa.

Para ajudar os profissionais, independentemente da área de atuação, a fazer bonito tanto na reunião da empresa quanto numa eventual entrevista por Skype, Zoom, Hangouts ou outro aplicativo, Tereza primeiro dá uma nota tranquilizadora: não é necessário investir em equipamentos caros. Você pode continuar tranquilamente se comunicando a partir do seu celular, iPad ou notebook.

Veja a seguir um passo a passo preparado pela Jabuticaba Conteúdo, dividido em cinco etapas, para que a interação digital seja um sucesso durante este período de home office – e depois dele!

Passo 1 – Iluminação

  • Quanto mais iluminação, melhor, mas cuidado com excessos: a superexposição de luz diminui a sensibilidade dos sensores da câmera e prejudica a definição da imagem. 
  • Dê preferência à luz natural, pois é sempre mais simples e adequada do que a artificial (lustres e abajures). Mas tenha um cuidado especial com sombras.
  • Fique sempre de frente para a luz. Quando a luz está posicionada atrás de uma pessoa, há uma situação chamada “contraluz”. É um efeito que faz com que o sensor da câmera do celular se ajuste à claridade e faça com que a pessoa fique escurecida. Ou seja, nunca fique de costas para a janela.

Passo 2 – Som

  • Um som ruim é capaz de estragar uma videochamada. Além de ser desagradável para quem assiste, a qualidade do áudio é mais importante que a da imagem, já que ele é o portador principal de conteúdo.
  • Fuja de ambientes barulhentos, como vento, música ou animais domésticos. Feche portas e vidros de janelas. Avise que você não poderá ser interrompido. Desative notificações de mensagens e aplicativos.  Se for um vídeo gravado de um celular, coloque-o em modo avião.
  • Procure um ambiente que tenha pouco eco (retorno de som). Em geral, espaços maiores e com sofás, cortinas, almofadas e tapetes tendem a absorver melhor ondas sonoras. Já reparou que estúdios de gravação têm paredes forradas de materiais especiais? É por essa razão.
  • Evite o microfone do celular ou computador (built-in), pois ele capta o som de todo o ambiente, não apenas a sua voz. Se possível, recorra a um microfone externo. O ideal é usar um direcional, sendo o de “lapela” o mais comum e discreto. Fones de ouvido também podem ser usados, embora tirem o ar profissional do vídeo. 

Passo 3 – A imagem

  • No caso de celular, coloque-o sempre na horizontal. Na vertical, a imagem ficará com tarjas pretas nas laterais quando alguém assiste ao vídeo em aparelho posicionado na horizontal (formato 16:9 ou widescreen). É importante também apoiá-lo em um local firme ou usar um tripé para que a imagem não fique trêmula.
  • Um erro muito comum – tanto em fotos como vídeos – é as pessoas olharem para o centro do celular e não para a câmera. Para evitar isso, posicione a lente da câmera na altura dos seus olhos, assim seu rosto sairá sem testas ou papadas em primeiro plano.
  • A inclinação da câmera também é importante. Alinhe-a em paralelo ao seu corpo, para que apenas o que estiver atrás de você saia na imagem. Para saber se está correta, certifique-se que tetos e pisos não constam na imagem.
  • Teste seu celular ou notebook antes de iniciar um vídeo, assim dispensa o clássico “estão me ouvindo?” e “estão me vendo?” que só fazem todos os envolvidos perderem tempo. Pode parecer que não, mas esse é um cuidado que reflete na sua imagem corporativa.

Passo 4 – Visual

  • Evite ambientes que possam distrair sua audiência. Na dúvida, escolha uma parede fosca de cor neutra, com poucas informações. 
  • Por outro lado, o fundo usado deve ter conexão com a mensagem que se deseja transmitir. Se é um vídeo corporativo, o ideal é evitar ambientes informais como parques públicos com pessoas correndo atrás. Note, por exemplo, que jornalistas de televisão que estão entrando ao vivo de suas casas dão preferência a fundos com livros. Lembre-se: o cenário também passa informação sobre você.
  • Agora vamos à estrela principal: você. Sente-se em uma posição cômoda e escolha peças de roupa que não tenham o mesmo tom da parede. É importante que você se sinta confortável durante o vídeo e evite se movimentar sem necessidade. Para as mulheres, cuidado especial para que bijuterias não fiquem batendo no microfone.

Acer indica quais são os equipamentos indicados para cada tipo de atividade

Previous article

Motorola Edge: teaser mostra detalhes do próximo smartphone da Motorola

Next article

You may also like

More in Acessórios

Comments

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *